sábado, 22 de novembro de 2008

L'Autre Fille du Régiment


(VIRGIN Classics 50999 519002 9 8)

Dessay – cujo timbre é uma lenda, de uma elegância e graciosidade memoráveis – revela um discreto desconforto na abordagem vocal desta Marie, surpreendentemente! Em boa verdade, se algo de mítico há na interpretação de Natalie Dessay, esse algo decorre de uma comicidade inusitada, que se materializa numa personagem Maria-rapaz, com um toque gingão e vulgar, absolutamente desconcertantes.

Flórez, de igual modo, exibe uma agilidade mais contida do que por ocasião desta prestação. Palmer é notável, particularmente na substância dramática que confere à Marquesa, apresentando-nos Corbelli o mais completo e convincente Sulpice de que há memória.

No fosso, Campanella – um dos mais reputados maestros belcantistas – dirige uma orquestra rotineira, ainda que disciplinada, sem brilho particular.

As comparações são inevitáveis: à excepção da prestação teatral de Dessay - pela vertente cómica, sublinho - e mais alguns desempenhos cénicos, no balanço final, a La Fille du Régiment da DECCA sobressai.

_____
*****
(3,5/5)

2 comentários:

Daniel disse...

caro joao, ontem estava a dar um passeio pelo site da Royal opera House e eis que me deparo com o Don Giovanni colocado na integra para quem quiser ver. provavelmente até ja terá conhecimento desta situaçao mas nao quis deixar de o avisar, pois sei o apreço que tem por esta opera.
Um Abraço

http://www.roh.org.uk/video/index.html?bcpid=1733261711&bclid=1780606125&bctid=1814327832

Il Dissoluto Punito disse...

Daniel,

Obrigado pela informação mas já tinha tomado conhecimento desta nova oferta ;-)

Outro abraço para si,

João