segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

LOVE AFFAIR, take 2 ossia A leitura d'A ÓPERA

Dando continuidade ao que aqui iniciara...

Taddei é o melhor Leporello da discografia (Ramey aproxima-se dele, mas perde aos pontos, por ser demasiado nobre!).

Este servo possui uma prosódia de invulgar riqueza expressiva, com uma articulação miraculosa (vogais abertas, consoantes firmes): tendencialmente irónico e malicioso, vil e interesseiro, por vezes pueril... aqui e ali cobardola... mas profundamente humano.

Em matéria de beleza do timbre, são muito os que o vencem, mas no histrionismo e consistência cénica da personagem, nenhum lhe chega aos calcanhares


(Giuseppe TADDEI)

2 comentários:

Raul disse...

Gosto bastante do Furlanetto neste papel, pelo menos na versão vídeo que tenho, onde há um elenco de luxo saído do Festival de Salzburgo e dirigido pelo Karajan, tendo Samuel Ramey no papel titular.

Il Dissoluto Punito disse...

Raul,

Por acaso - ou não -, acho esse Don bem dispensável... Uma Tomowa decadente e uma Varady desadequada, etc.
É certo que Ramey & Furlanetto estão no seu melhor, ambos!