quinta-feira, 17 de maio de 2007

(mais) Ópera de Qualidade!

Via DN!

Boa, barata e bem embalada: o que mais se quer?!

Na semana passada, brindaram-nos com esta pérola:



Amanhã, será a vez desta:



Price, King, Donath e SAWALLISCH, em 1973, é seguramente do melhorio!!!

Não cesso de dar a mão à palmatória.

Ainda há que diga que a vida não tem (pequenas) coisas boas, para além de tomate - cereja, gin - tónico, abacate, camisas EMPORIO ARMANI, sapatos TODS, relógios & canetas MONTBLANC, TOBLERONE, telemóveis a €29,95, meias - de - leite (escuras e com espuma, como na CRISTAL, à Lapa), croissants mistos com manteiga, manhãs de fim - de - semana na cama, manhãs de fim - de - semana no parque infantil, pacientes provocadores (os muito submissos são uns sacanas!), JOÃO PIRES, APPLE - Mac, leite VIGOR fresco, batidos de morango, IPOD's (Mini, Maxi), Free - pass HOLMES PLACE, imeeeeeeeeeeeeeenso NESPRESSO (preferencialmente com bichas intermináveis, no Chiado), fotografias da Ornella Muti..., e mais não digo !

2 comentários:

Moura Aveirense disse...

:) É bom apreciar os prazeres da vida! Parabéns pelo blog.

Anónimo disse...

Esta versão do Hansel e Gretel é perfeita e não imagino melhor. A Schwarzkopf camaleonica infanteliza a voz à perfeição e Elisabeth Grummer, excepcional cantora, é o Hansel. O som é o som Karajan e os restantes cantores estão "em casa".
Por sinal tenho outro live do Der Freichutz e com a Elisabeth Grummer, dirigida por Wilhelm Furtwangler e acompanhada por Rita Streich. Esta gravação é, para mim, a alternativa à gravação em estúdio do par C. Kleiber / Janowitz. Esta gravação com a Margaret Price desconheço-a, mas só a presença desta cantora é uma garantia para uma grande interpretação.
Raul