segunda-feira, 31 de outubro de 2005

Hvorostovsky: Songs & Dances of Death (Mussorgsky)

Jamais a morte foi cantada com tamanho envolvimento teatral...

A belíssima voz de Hvorostovsky alia-se, desta feita, a uma interpretação memorável deste ciclo de Mussorgsky, subordinado à morte.

Extraordinária necrofilia vocal e teatral... Ora sombrio e escuro, ora sensualíssimo, ora terrificamente sedutor, sempre, sempre impregnado de uma malícia arrepiante, num crescendo absolutamente demoníaco, Dmitri Hvorostovsky canta a morte em toda a sua plenitude.

Nado e criado para interpretar os seus compositores conterrâneos - Mussorgsky, Glinka, Tchaicovsky, etc. - (e Verdi, como aqui se disse) o magistral barítono siberiano, com esta interpretação, acede à categoria de divino, onde Christoff se encontra, há muito...



(Warner Classics 2564 62050-2)

3 comentários:

LeGrandMacabre disse...

CARO DISSOLUTO:

Como prometido faço chegar o primeiro "recitativo" ao teu blog. Antes de mais foi um prazer conhecer-te na 6ªFeira, é sempre reconfortante encontrar pessoas que partilham os nossos interesses. Quanto ao disco em questão não o conheço, mas a minha admiração pela voz de Hvorostovsky e pelas canções de Mussorgsky, levar-me-ão certamente a adquiri-lo. Quanto à prometida lista, levarei até 4ª Feira para compilá-la. Um abraço

LGM

Il Dissoluto Punito disse...

Caríssimo,
Que ao teu recitativo se sigam outras abordagens...
Retribuo o prazer! Não imaginas como me revigora a alma conhecer gente da música...

No que diz respeito ao Hvorostovsky, só te digo que comove! É impressionante, o fulano, com o passar dos anos, deixou o vedetismo garanhão e tornou-se num intérprete notável! Não sei se encontras o cd em Portugal... Coisas da nossa terra... Comprei-o em Roma, há um mês. Se te interessar, "empresto-to".
Fico a aguardar a listinha

;-)
1 abraço
João

Il Dissoluto Punito disse...

(adorei a tua identidade, na net! Lygeti, ein?!)