sábado, 6 de dezembro de 2008

Polaski ossia Elektra


(Polaski como protagonista de Elektra, de R. Strauss)

Em Janeiro de 2009 - a 15 e 19 -, na Gulbenkian, Deborah Polaski interpretará um dos seus papeis líricos fétiche, Elektra, da ópera homónima de Richard Strauss.

A grande intérprete rondará os 60 anos...

Hesitei muito antes de adquirir bilhetes para uma das duas récitas da citada ópera, sobretudo pela idade avançada da protagonista. É certo que Birgit Nilsson terminou a carreira com uma notável récita de Elektra, no Met, bem depois das 60 primaveras...

Seja por que razão for, arrisquei!

Ora, a avaliar por esta notícia, Polaski ainda tem muito para dar, não só ao universo lírico, em geral, como ao papel titular da mais extraordinária peça lírica de Richard Strauss, ossia Elektra:

"The title role is one of the most vocally punishing in the dramatic soprano repertory. The American-born Deborah Polaski, who triumphed as Elektra at the Met in 2002, was even better on this night at the Philharmonic. Hearing her sing the role in a concert performance without, in a way, the distraction of staging, allowed you to focus on the intimacy of her work and her nuanced sensitivity to the German text (projected in English supertitles).

There is an earthy, sometimes hard-edged quality to Ms. Polaski’s sound. Still, she is a superb vocal artist, and she filled Strauss’s phrases with gleaming power, nailed the chilling top notes and shaped lyrical lines with captivating tenderness, including courageously sung pianissimo high passages."

A ver vamos...

5 comentários:

Raul disse...

Eu, se estivesse aí, ia ver. Não hesitava. Não é todos os dias que se pode ver uma Elektra que foi uma grande intérprete e que ainda pode mostrar muito do seu talento, apesar da idade.

Anónimo disse...

Vi recentemente os Troianos de Salzburgo e fiquei maravilhado com a sua Cassandra/Dido. lembro-me também do tempo em que havia concertos no TNSC dumas suas 4 últimas canções na mesma temporada em que a Voigt também as cantou cá e a Polaski não desmereceu nada na comparação com a sua compatriota.

J. Ildefonso.

mr. LG disse...

também eu adquiri um bilhete para a récita de 15 de Jan 2009, e tou em pulgas... you know what I mean... É que lá estarão 2 grande senhoras da lírica com uma carreira que, se assim se pode dizer, já está passada... exactamente as Sras. Polaski e Plowright, de quem ultimamente os elogios não são muitos...
espero sair de lá elektrizado!!...
uma outra sugestão é que desenvolvamos o caso Don Carlo Alla Scala 7 Dez. 2008, que tem muito o que se lhe diga...
see you
Mr. LG

Il Dissoluto Punito disse...

Carlo LG,

A última vez que vi a Plowright foi em Paris, em 2005, como Adelaida, mãe de Arabella. Um papel secundaríssimo... sobretudo ao pé do imenso brilho da Mattila ;-)))

J. Ildefonso. disse...

A Plowright depois duma curta mas intensa carreira devido a problemas vocais retirou-se durante algum tempo para estudo e regressa no "formato" meio-soprano! Mais ou menos como a Dernesh. Sei que até agora o papel de maior destaque foi a Fricka no Convent Garden mas ainda não a ouvi nesta segunda fase.