sábado, 5 de abril de 2008

LES CONTES D'HOFFMANN

Teatro Nacional de São Carlos, récita de 4 de Abril de 2008.























.

12 comentários:

Paulo disse...

Fiquei esclarecido.

Gi disse...

Assustador. E eu tenho bilhetes...

Moura Aveirense disse...

Foi tão mau que não há palavras?!? LOL Deve ser, pela crítica do "Crítico Musical". Eu já desisti de ir ao S. Carlos, infelizmente...

Bom fim de semana, Moura Aveirense

João Manuel disse...

A récita de ontem ficar sem palavras parece-me estranho, deverá tratar-se de um erro.
As razóes de Henrique Silveira são diferentes pois a estreia foi sucessão de acontecimentos insólitos. Ontem os cantores estiveram melhor, arrisco dizer tratar-se da melhor produção desta temporada, embora «fraquinha».
O Sr. Pinamonti deixou uma Obra que está a ser desperdiçada pelos actuais responsáveis pelo S. Carlos.

Anónimo disse...

Certamente é alguma anomalia.
Gostaria de ouvir uma outra opinião que não a do trauliteiro "CRÍTICO MUSICAL".Pois esse Sr,ainda que por vezes diga alguma verdade,é mesmo trauliteiro na forma de criticar.E eu DETESTO o "politicamente correcto",mas ele tem outros interesses em dizer mal.
É pena que pessoas que sofrem na pele os dislates desta e de tantos outras Direcções do Teatro de S.Carlos não desvendem as condições(leia-se HUMILHAÇÕES),que os seus trabalhadores são obrigados a "engolir". Nunca tocam na ferida,andam sempre ao lado e tão só por questões políticas...temos um País e Políticos culturalmente indigentes.E então com políticas NEO-LIBERAIS,a pouca Cultura que tínhamos poderá ser arrasada para nada existir.

Anónimo disse...

talvez se espere que o autor do blog entre em cena para dar a sua opinião, já que a pagina em branco pode parecer outro "efeito especial" dos que ultimamente Dissoluto parece gostar.

Il Dissoluto Punito disse...

Caros leitores,

a récita a que a assisti foi de uma mediocridade confrangedora: entre o mediano e o medíocre, vocalmente, má, na direcção, e vergonhosa na encenação, fazendo recordar a feira popular. Para mim, basta!

Esta miséria não merece, sequer, a minha singela reflexão.

Com esta produção, vão três olvidáveis récitas!

Hugo Sanos disse...

Se o sr. Henrique Silveira tem outros interesses por detrás da sua crítica, não faço ideia. A verdade é que, se peca por algo, é por uma certa dureza. No entanto, face ao que tenho ouvido vindo do São Carlos, torna-se difícil não concordar com o que HS tem escrito.

Cumprimentos.

Hugo Santos disse...

Se o sr. Henrique Silveira tem outros interesses por detrás da sua crítica, não faço ideia. A verdade é que, se peca por algo, é por uma certa dureza. No entanto, face ao que tenho ouvido vindo do São Carlos, torna-se difícil não concordar com o que HS tem escrito.

Cumprimentos.

Anónimo disse...

Espere pela dureza de Jorge Calado no Expresso. Não sei se ele terá outros interesses mas fiquei ao lado do Jorge Calado e só os seus comentários animaram um pouco a triste noite.

Anónimo disse...

Desta vez não fui! Fiquei vacinado com a Clemenza! Masoquista mas nem tanto!

J. Ildefonso.

Anónimo disse...

Meus caros, agora imaginem o que é estar no elenco! Ou acham que nós não temos juizo crítico? E ainda por cima somos cilindrados por críticos que nos responsabilizam pela incompetencia do encenador e do maestro.... O tempo em que os cantores faziam o que queriam já foi há muitos anos (talvez seja ainda para algumas GRANDES ESTRELAS).
Enfim, garanto-vos que não é nada fácil.
Os meus respeitosos cumprimentos.