sexta-feira, 9 de dezembro de 2005

7 de Dezembro... : 2-1, a favor dos anglo´s

Ainda o caso alla Scala´s Opening night!

Depois de ler esta abonatória crítica (in New York Times), pergunto-me se as dispares visões clivadas a respeito da première de Idomeneo, em Milão, não serão actualizações do ancestral conflito que opõe francófonos a anglófonos: afinal Daniel Harding - il maestro - é britânico e brilha muito...

Paira no ar um confronto de subjectividades ou - para retomar o meu estilo prosaico - cheira a inveja?

1 comentário:

MyHiraeth disse...

Pois, baralhada estou...
Não compreendo a disparidade de opiniões no que respeita a questões de natureza técnica - parece-me que a subjectividade que possa existir na avaliação de um intérprete (vocal ou não) resulta mais da empatia que cada um sente, do que das suas características essenciais (passe a expressão). É claro que eu adoro o meu magnífico Mr. Terfel, mas não fiquei surda depois de o ouvir - continuo a avaliar todas as pálidas sombras de cantores líricos :-))que por aí andam, de uma forma objectiva...

Piadas à parte, como dizia a raposa, "não gosto dessas uvas, são amargas"....
...enfim, sourgrapes!...