sexta-feira, 24 de junho de 2005

Novo talento: Marijana MIJANOVIC



Contralto oriundo da ex-Jugoslávia.
Fiel colaboradora de Minkowski e de Christie, esta soberba cantora tem brilhado no repertório barroco - Monteverdi, Vivaldi e Handel -, sendo uma das mais proeminentes interpretes da actualidade !

MIJANOVIC, sob a direcção de Minkowski, interpretou Giulio Cesare - na ópera homónima de Handel -, sendo um dos pilares do sucesso desta indispensável interpretação (ARCHIV 474 210-2), que relega para uma posição periférica a outrora insubstituível leitura de Jacobs (Harmonia Mundi ...).

Com Kozena, Mehta, Daniels, Genaux e MIJANOVIC - todos jovens ilustres e disciplinados interpretes -, a música barroca está de boa saúde !! Não vaticinem o seu fim, alegando não existirem talentos vocais (o mesmo argumento é tristemente utilizado no que aos interpretes wagnerianos diz respeito !!!)


3 comentários:

Anónimo disse...

Mesmo assim sempre vai havendo grande talento no Barroco, não imagino onde se pode escutar que não há esse talento.
Sobre os tenores Wagnerianos há o Big Ben e o Gambill... Cantoras, aí estamos um pouco mal, mas admito que há divergências.

LeGrandMacabre disse...

Caro Punito:

Comprei o DVD do Ritorno com a Penelope a ser desempenhada pela Mijanovic. A interpretação dramática, ora pungente, ora subtil, deixou-me muito extasiado. A expressividade da ária "Torna, deh torna" é duma languidez absolutamente extraodinária. Recomendo vivamente.

Abraços

LeGrandMacabre

Il Dissoluto Punito disse...

Vou anotar! Mas, aqui para nós, experimenta-a em Handel, particularmente dirigida por Minkowski...
Abraços,

Ligeti

ps se tiveres o Le Grand Macabre pelo Salonen, emprestas? Não há meio de o encontrar...