quarta-feira, 21 de agosto de 2013

O Verdi de Netrebko


Há anos que Anna Netrebko me excita. É linda, plutôt ronde, grande e transpira sensualidade... Em palco é tórrida, tórrida... No domínio lírico puro é absolutamente ímpar, animando as suas interpretações com doçura, candura e erupções libidinosas (Manon...)

À conta desta Senhora, o património da família G A já sofreu delapidações não negligenciáveis, com deslocações all over the globe... e mais não digo, por pudor.

A presente aposta da Senhora Netrebko - interpretar o Verdi Spinto - é, lamentavelmente, pouco relevante.

Vocalmente, este registo exibe enfermidades várias. A agilidade apresenta hesitações. Os graves são inseguros  e limitados. É certo que o tímbre escuro mantém o fascínio de sempre, além do corpo que a voz ganhou (essencial, para este tipo de repertório!), mas...

Depois, há o teatro... que peca pelo desinvestimento: Lady Macbeth (Macbeth) e Leonora (Il Trovatore) serão as heroínas mais vivamente recriadas, por oposição a Elena (I Vespri), Giovanna (Giovanna D'Arco) e Elisabetta (Don Carlo) - esta última, particularmente desabitada.

3,5 / 5 * * * * *


7 comentários:

J. Ildefonso. disse...

Que capa tão feia!
Ela que está bellissima no cd de arias russas e aqui tem um ar de protagonista de novela sul-americana tremendo.

Joao Baptista disse...

Também concordo que a capa é muito feia e que não favorece nada uma das cantoras líricas mais bem parecidas da actualidade.
Parece ser sinal dos tempos, pois a concepção gráfica dos cds de música clássica cada vez se aproximam mais dos de música pop e rock.

Quanto ao conteúdo, não me posso pronunciar pois ainda não tive a oportunidade de adquirir. Mas, a crer no percurso vocal que a Netrebko tem trilhado, não me espantaria de dentro de um ano ou dois estivesse a tentar a Tosca.
Temperamento dramático teria suficiente; já a voz...

Veremos, em beve, como se sai a cantar a Tatyana, no Met.

João Baptista

Joel Carvalho disse...

Pedimos desculpa mas é apenas para divulgar. Um casal, a crise, poupanças e histórias de quem vive a crise como muitos outros, mas onde a poupança é o melhor remédio. Pode passar a mensagem…? Obrigado!

http://ocarteiravazia.blogspot.com/

Amanda disse...

A capa do cd da Netrebko prova que Photoshop em excesso pode, ao contrário do que muitos pensam, piorar a aparência de uma pessoa. Mas obviamente, o cd vai além da capa. Não tenho muitas expectativas quanto ao seu desempenho nas árias de Verdi, mas pode ser que me surpreenda.

Celina disse...

Gorgeous!

blogger disse...

Achei o cd incrivelmente aborrecido e a sua lady macbeth altamente pavorosa. Fiquei de facto mto desiludido, Joao, porque de facto penso o mesmo que tu. Vou voltar a ve-lam desta feita aqui em londres, a cantar o fausto de Gounod :)

Raul disse...

Gostei muito da sua Lady Macbeth, onde investiu dramáticamente, nomeadamente no escurecimento da voz. Modernamente não conheço melhor. Tirando a Giovanna d'Arco, o resto não me satisfez.
Quanto à capa, acho muito-a propósito se pensarmos na Lady.