terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Disse-me um passarinho...



... que, para breve, a NAXOS (re)editará o célebre Simon Boccanegra, com o triângulo mágico: Gobbi, Christoff e De Los Angeles.

A não perder!

4 comentários:

mr. LG disse...

Pois, mas tudo depende dos EXTRAS que a NAXOS der neste disco… o que poderá tentar uma pessoa a comprar esta versão que, por acaso, não tenho, mas já sei que é muito bem referenciada.
É que apesar do cuidado que a NAXOS diz ter nas suas remasterizações, estas, muitas das vezes, têm uma qualidade de som inferior à SUPER WASHING MACHINE EMI GREAT RECORDINGS OF THE CENTURY!:-D :-)
A ver vamos…
Mesmo assim… tenho aí tanta coisa para ouvir… em que, infelizmente, ainda não arranjei tempo suficiente para me dedicar a elas como deve de ser… (GRRRRR!!!...):-(

Raul disse...

Possuo esta gravação há longos anos, pois já a tinha em LP. As interpretações de Gobbi e Cristoff são uma referência sem rival. Já na era do CD comprei a versão de Claudio Abbado e compreendi o que a crítica francesa diz desta ópera, uma ópera de maestro. Na verdade, não há qualquer comparação entre Abbado e Gabrille Santini, especialmente na cena final. Quanto aos intérpretes desta versão, eles podem ser à vontade a alternativa, pois que tanto Piero Cappucilli como Nicolai Ghiaurov são cantores de excepção. Nesta versão a Freni e a Los Angeles equivalem-se, embora eu prefira o perfil vocal da primeira para a Amelia. Como no elenco de Abbado ainda temos a presença de José Carreras, superior a Giacinto Prandelli, por tudo isto esta versão da Naxos só poderá ser uma segunda escolha, embora imprescindível, por causa de Tito Gobbi e Boris Cristoff.

Hugo Santos disse...

O tenor é o Giuseppe Campora, Raul.

Raul disse...

Hugo tem razão. Confusão entre os secundários.