sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Elektra, Fundação Calouste Gulbenkian


(Polaski, Plowright e Foster)

Deborah Polaski, Rosalind Plowright & Lawrence Foster, luxuosamente, revisitaram Elektra (Richard Strauss).
Imperdível.


Abriu com chave de ouro o ciclo das Heroínas da Antiguidade.
Ao que tudo indica, a partir dos 60, a vida ganha novo folgo...

A apreciação crítica deste ciclo virá mais tarde, em jeito de balanço.

nota: espantosamente, ainda há (muitos) bilhetes disponíveis para a récita de 19 de Janeiro.

4 comentários:

Paulo disse...

Talvez porque a Elektra assusta muita gente e porque não há cenários nem guarda-roupa para admirar. A Medea também ainda tem muitos lugares disponíveis. Só a Norma está praticamente esgotada.

mr. LG disse...

Já assisti à Récita de ontem, dia 15.
É verdade lugares vagos, por incrível que pareça...
Já há tantos anos que uma ELEKTRA integral não visita Portugal,e... lugares vagos!!... :-/
Ansioso estou pelos Posts para também ajuizar da minha récita :-)

Hugo Santos disse...

Eu se tivesse tempo disponível já lá estaria. Uma pena que tal não suceda.

J. Ildefonso. disse...

Fico feliz que a Polaski se tenha saido bem porque é uma "miúda à maneira".