sábado, 15 de dezembro de 2007

Rigoletto, TNSC

O kit de sobrevivência, indispensável para a récita:



Há limites para tudo! A mediocridade é inesgotável, tal como a falta de vergonha!
Para mais tarde - assim que a medicação anti-depressiva começar a produzir efeito -, tecerei os meus comentários, mais secundarizados (e menos heterodoxos)...

5 comentários:

Heitor disse...

Caro João,

Devia ter dado ouvidos ao Henrique Silveira! O homem ainda está em estado de choque...

Sabe que eu ainda pensei em dar um pulo a Lisboa para ir assistir a uma récita, mas depois de ter lido o que li, optei pela prudência... e pela distância.


Saudações (e rápidas melhoras),

Heitor

Paulo disse...

Caro Heitor, fez muito bem em ter ficado em casa, provavelmente a ouvir uma boa versão do Rigoletto. Poupou-se a uma crise de nervos.

João, não conhece uma marca de comprimidos que ajudem a esquecer?

Anónimo disse...

Furoxetina para a depressão e Risperdal para as crises psicóticas provocadas pelo stressor "FALTA DE QUALIDADE". Pelo sim, pelo não, 5mg de Dizepam ajuda-lo-ão a recuperar a calma.

looool
Cumprimentos.

Filipe

Il Dissoluto Punito disse...

Heitor,

Os meus ouvidos gostam de ouvir por si! Sempre ;-)))

Il Dissoluto Punito disse...

Paulo,

A fluoxetina é de boa cepa! Até desencadeia estados maníacos, dominados pela euforia!!! Mas... siga as indicações do Filipe, que estão acima desta recomendação ;-)