quinta-feira, 2 de março de 2006

O Verde...

... já foi sinónimo de esperança e aventura.

Desde há três anos, é sinónimo de uma genialidade desarmante, onde o trivial acede à categoria de objecto de arte!

[AA: je ne peux pas me passer de ton espace ;-))) ]

Parabéns, pois!

Um abraço,

João

1 comentário:

Helena disse...

Inteiramente de acordo e desta caixa de comentários felicito o ilustre Escriba.